written by
Igor Pereira

O que é criminologia?

Justiça 3 min read , March 20, 2021

Este vídeo é justamente para o público que está iniciando na criminologia e busca um esclarecimento inicial.

Existem várias razões convincentes pelas quais as pessoas deveriam estudar criminologia. É um assunto fascinante. É desafiador. É crítico. É complexo.

Acima de tudo, é real. Acontece no mundo real com pessoas reais. Portanto, o conhecimento e a compreensão obtidos com o estudo da criminologia podem ser testados e aplicados no mundo real. É um mundo de possibilidade sobre como definimos o crime, como explicamos o crime, como devemos responder ao crime e ao seu processo.

Karl Marx disse que um filósofo produz ideias, um poeta poesias, um clérigo sermões, um professor compêndios e por aí vai. Já um criminoso produz crimes.

Marx chamou atenção que pensamos o crime em termos morais, como algo a ser evitado ou proibido, mas também pode ser visto como uma espécia de produção.

Na verdade, a criminologia é um empreendimento político, que envolve escolhas. Só tem algo para estudar porque existem regras sociais, tais regras são ocasionalmente quebradas e alguns daqueles que as quebram são punidos. Mas não todos.

É verdade que a lei, normativamente, proibe todos de praticarem crimes: pobres ou ricos. Porém, raramente os mais ricos são efetivamente punidos. Às vezes, os danos e destruições dos ricos nem são chamados de crimes.

Portanto, precisamos pensar cuidadosamente sobre porque definimos certas ações e omissões como crimes e outras não, e sobre quem tem o poder de tomar essas decisões.

O fascinante da criminologia é a sua propensão por reflexões e questionamentos. Ao contrário do direito penal, que é mais normativo, e assume as coisas como dadas pelo poder legislativo.

Edwin Sutherland, escrevendo mais de três quartos de século atrás, observou que a criminologia é o corpo de conhecimento sobre o crime como um fenômeno social, incluindo em seu escopo o processo de fazer leis, de infringir leis e de reagir à violação de leis.

É um grande argumento do início ao fim. Os criminólogos estão toda hora questionando: por que a lei foi feita? O que ocorreu em seu processo? Quem infringiu a lei e por quê? Como o Estado e a sociedade reagem diante da violação dessas leis?

A criminologia tem suas origens no final do século 18 .Começou de modo desestruturado, em torno de pessoas que por algum motivo tinham que lidar com o crime e buscavam explicações, assim como você está buscando agora. Por exemplo, administradores de prisões e asilos, estatísticos, psiquiatras, etc. Era uma indústria caseira.

A criminologia ainda é melhor concebida como um assunto ou campo de estudo, ao invés de uma disciplina em si. De acordo com David Garland, a criminologia "não tem objeto teórico distinto e nenhum método único, próprio, de investigação".

Ela se funda nas teorias e métodos de outras disciplinas. Assim, é melhor pensada como campo de estudo, eminentemente interdisciplinar, um lugar onde pessoas de diferentes perspectivas acadêmicas se reúnem.

Então, o que um criminólogo faz? Tim Newburn diz que quando perguntam o que ele faz, nunca tem certeza que tipo de resposta dar e o que o dizer "criminólogo" produzirá. Segundo Newburn, algumas pessoas criam expectativas na criminologia por causa do estado lamentável dos sistemas de justiça criminal e começam a se questionar sobre os porquês de trancar as pessoas e jogar a chave fora. Outros terão uma reação excitada, querendo saber como é capturar criminosos. Outros muito influenciados pela franquia CSI de programas de TV, perguntarão algo sobre as técnicas mais recentes de investigação e sobre assassinos em série.

Jurista do Futuro, esta foi a lição de hoje. Lembre-se de se inscrever no nosso canal do YouTube e até a próxima aula de criminologia.

Livro do Tim Newburn (Introdução à Criminologia) - https://amzn.to/3vFiJ89

Criminologia Direito Penal Direito Processual Penal Direitos Humanos Direitos Fundamentais